NOTÍCIAS

Ver Todas

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) promove, no dia 19 de novembro, em Coimbra, o primeiro Centro Brokerage Event, um evento que tem como objetivo potenciar as condições de captação de investimento qualificado para o Centro de Portugal.
O evento resultou de um enorme trabalho de proximidade realizado pelo Gabinete de Apoio ao Promotor da CCDRC junto de várias entidades que solicitaram apoio para os seus projetos de investimento. Grande parte das solicitações correspondem a necessidades de um parceiro para desenvolver uma ideia de negócio, um produto ou uma tecnologia, ou implementar uma solução no mercado.

O Centro Brokerage Event proporcionará encontros bilaterais entre as entidades que pretendem investir na região e os parceiros que podem apoiar esses projetos através das suas competências. Esta iniciativa visa também informar sobre as fontes de financiamento disponíveis, uma vez que contará com a presença dos vários Programas Operacionais Temáticos (Competitividade e Internacionalização, Sustentabilidade e Eficiência no uso dos recursos, Inclusão social e emprego, Capital humano), da unidade de missão Inovação Social e do Programa Centro 2020. Todos estes programas disponibilizarão informação específica sobre o eventual enquadramento dos projetos inscritos no evento.

O Centro Brokerage Event conta com a presença de mais de 50 entidades, destacando-se universidades, institutos politécnicos, centros de investigação, centros tecnológicos, clusters, associações empresariais, incubadoras, comunidades intermunicipais e autarquias.

Programa
13.45 - Receção dos participantes
14.00 - Abertura
14.15 - Centro de Portugal: Oportunidades para uma economia regional competitiva
           Ana Abrunhosa – Presidente da CCDR Centro
14.45 - Compete 2020: Contributos para as atividades intensivas no conhecimento
           Jaime Andrez – Vogal Executivo do Compete 2020
15.15 - Sessões bilaterais (1ª Fase)
15.40 - Sessões bilaterais (2ª Fase)
16.10 - Sessões bilaterais (3ª fase)
16.30 - Sessões bilaterais (4ª fase)

A satisfação dos residentes na Região Centro aumentou em 2015. 69% dos residentes estão globalmente satisfeitos com a sua vida. Estas são conclusões do inquérito de satisfação feito aos residentes da Região Centro, promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) no âmbito do Barómetro Regional.

O inquérito mostra que 8% dos residentes estão “muito satisfeitos”, 61% “satisfeitos”, 17% “não muito satisfeitos” e 14% “nada satisfeitos”. Face aos anos anteriores, destaca-se o acréscimo significativo da percentagem de inquiridos que se consideram “satisfeitos” e, simultaneamente, o decréscimo dos “não muito satisfeitos”. Estes são os melhores resultados das três edições deste inquérito efetuado para a Região Centro (69% contra 58% em 2014 e 61% em 2013), que superam os valores médios obtidos pelo Eurobarómetro (inquéritos realizados à escala europeia) para Portugal (57%), mas ainda aquém da avaliação média dos cidadãos europeus (80%), segundo os últimos dados disponíveis.

Segundo Ana Abrunhosa, Presidente da CCDRC, “os resultados do acompanhamento que a CCDRC faz sobre a satisfação dos residentes na Região Centro são muito positivos. Para além de evidenciarem um grau de satisfação superior à média do país, verifica-se uma melhoria face às vagas dos anos anteriores, ou seja, os cidadãos residentes na região reconhecem as vantagens de aqui viver. Esta situação reflete a existência na Região Centro de boas condições em termos de qualidade de vida e que estão associadas aos serviços existentes, nomeadamente ao nível de saúde (aspeto muito valorizado pelos inquiridos), ao baixo desemprego quando comparado com as restantes regiões do país ou ainda à capacidade do mercado de trabalho ir absorvendo os trabalhadores com um elevado grau de qualificação”.

Foram entrevistadas, por telefone, 500 pessoas com 15 ou mais anos de idade, tendo-lhes sido pedido que avaliassem o grau de satisfação com a sua vida em geral, numa escala que variava de “muito satisfeito” a “nada satisfeito”.

Em todas as comunidades intermunicipais do Centro, a maioria dos inquiridos encontrava-se satisfeito ou muito satisfeito. Os resultados das diferentes sub-regiões variam assim entre os 60% (Oeste) e os 74% (Região de Leiria) de residentes globalmente satisfeitos. A Região de Leiria era já, na anterior recolha do inquérito (2014), a sub-região com maior percentagem de inquiridos globalmente satisfeitos. Destaca-se ainda a Região de Coimbra por ter sido a comunidade intermunicipal com maior crescimento da percentagem de residentes globalmente satisfeitos.

Relativamente à Região Centro, em termos médios, este inquérito mostra que:

  • As mulheres encontravam-se menos satisfeitas do que os homens;
  • Os cidadãos mais jovens estavam globalmente mais satisfeitos do que os mais velhos, notando-se uma alteração no padrão de satisfação a partir dos 45 anos;
  • Os residentes ativos estão mais satisfeitos do que os inativos. No entanto, de entre todas as categorias de ativos e inativos, os estudantes são os mais satisfeitos e os reformados e os desempregados os mais insatisfeitos;
  • Em termos dos níveis de qualificação dos inquiridos, o grau de satisfação aumenta com as habilitações escolares dos inquiridos, sendo os residentes com mestrado/doutoramento os mais satisfeitos e os residentes com o 1º e 2º ciclo os mais insatisfeitos, o que continua a evidenciar bem a importância da escolaridade.

Do ponto de vista qualitativo foi ainda possível identificar alguns dos principais fatores que os residentes na Região Centro associam à sua satisfação ou insatisfação. Dois dos principais motivos causadores de satisfação ou insatisfação têm mantido alguma estabilidade ao longo das várias vagas deste inquérito anual e prendem-se com as situações de emprego e saúde. Seguem-se depois os aspetos relacionados com o ambiente familiar, qualidade de vida, rendimentos auferidos ou a crise vivida no país

Para informações adicionais, consultar o Barómetro Centro de Portugal e www.ccdrc.pt.

 

O CENTRO 2020 lançou um novo concurso destinado agora às empresas Não PME, com o objetivo de apoiar a contratação de doutorados e pós-doutorados, como forma de aquisição de massa crítica e de suporte ao desenvolvimento de processos que promovam a inovação empresarial.

Pretende-se com esta iniciativa apoiar a inserção de doutorados em empresas Não PME, para reforçar as competências de I&D&I e potenciar a valorização internacional das empresas, por via da sua contratação, para dinamizar projetos preferencialmente enquadrados na Estratégia Regional de Especialização Inteligente (RIS3) do Centro de Portugal.


Este concurso tem duas fases de acesso, sendo que a primeira termina a 11 de dezembro e a segunda com início a 14 de dezembro terminará a 29 de janeiro de 2016. Para mais informações, consulte o aviso disponível no site do Centro 2020 (http://www.centro.portugal2020.pt/index.php/avisos-de-concursos )  ou no Balcão 2020.

02 DE novembro DE 2015

Centro Brokerage Event

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro organiza o primeiro Centro - Brokerage Event , no domínio da investigação, desenvolvimento e inovação integrado na iniciativa i2i – ideas to invest do Gabinete de Apoio ao Promotor. 

O Centro - Brokerage Event pretende ser uma base facilitadora para a mobilização dos agentes económicos do  tecido empresarial, das unidades do sistema científico e tecnológico, das pequenas e médias empresas, das associações empresariais, das incubadoras de empresas, das equipas de investigação das Universidades e Institutos Politécnicos, da Administração Central e Local, no estabelecimento de parcerias robustas e que contribuam para a captação de investimento para região.

Com este evento pretende-se potenciar as condições de captação de investimento qualificado para o Centro de Portugal através da partilha de ideias, iniciativas e projetos alinhados com os imperativos das estratégias regionais e nacionais de especialização inteligente e que contribuam para a prossecução dos principais indicadores de resultados dos múltiplos programas operacionais, nomeadamente do Programa Operacional Regional do Centro – Centro2020.

O Centro - Brokerage Event proporcionará o encontro previamente organizado de atores com intervenção direta e indireta na economia regional e que através das iniciativas que têm conceptualizadas ou projetos que pretendem desenvolver, terão a possibilidade de criar equipas de consórcios e ter acesso  informativo imediato sobre os múltiplos regimes de apoio financeiro agregados ao Portugal 2020, dos quais se destaca o Centro 2020, o COMPETE, o POSEUR, o POISE, o POCH, a iniciativa Inovação Social, entre outros.

A iniciativa decorrerá dia 19 de novembro, de 2015, nas instalações do Departamento de Engenharia Civil (Polo II), da Universidade de Coimbra.

Funcionamento

O Centro - Brokerage Event é uma excelente oportunidade para a criação de parcerias e consórcios e obter informação sobre os múltiplos apoios financeiros disponíveis ao desenvolvimento de potenciais projectos enquadrados no Portugal 2020.

A iniciativa decorre em dois momentos. A primeira parte consiste uma curta sessão plenária onde será apresentada a integração regional, os instrumentos financeiros disponíveis e uma breve abordagem ao funcionamento da iniciativa. A segunda parte decorre com pequenas reuniões simultâneas (face to face) de 20 minutos, pré-organizadas, envolvendo os participantes inscritos na iniciativa. Cada parceria/projecto terá também disponível informação sobre as potenciais fontes de financiamento, designadamente as que corporizam o Portugal 2020, assegurada pelas equipas técnicas dos referidos programas.

A participação na iniciativa implica uma inscrição simples (aqui), onde é disponibilizada informação sumária sobre o participante e a iniciativa/projecto que pretende desenvolver. É também solicitada informação sobre o(s) parceiro(s) que gostariam de envolver, para que as reuniões sejam planeadas e organizadas previamente à realização do Centro - Brokerage Event.

A inscrição é gratuita, obrigatória e pode ser feita no seguinte endereço: http://goo.gl/y5fdLa.

Programa (19 de novembro)

13. 45 - Recepção dos participantes

14.00 – Abertura

14.15 – Centro de Portugal: oportunidades para uma economia regional competitiva

Professora Drª Ana Abrunhosa

(Presidente da CCDR Centro)

14.45 – Compete 2020: contributos para as atividades intensivas no conhecimento

(em confirmação)

15.15 – Início das sessões bilaterais

18.00 - Encerramento

Local 

Departamento de Engenharia Civil,
Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade de Coimbra
Rua Luís Reis Santos - Polo II
+40° 11' 9.75", -8° 24' 55.11" 

O Programa Operacional Regional do Centro 2020, em conjunto com o Programa Capacitar, vai promover dois workshops de divulgação subordinados ao tema: “Desafios da Administração Local no Portugal 2020”. Estes workshops decorrerão nos dias 11 de Novembro, em Águeda, e 12 de Novembro, em Trancoso.

Estas sessões destinam-se  a dirigentes e colaboradores das autarquias, das comunidades intermunicipais e associações de municípios, e servem para abordar temas relativos aos desafios da Administração Local no Portugal 2020, em particular no Centro 2020.

O Programa Capacitar é uma iniciativa que pretende dotar a Administração Local de mais e melhores ferramentas para o desenvolvimento económico e social dos Municípios. Este Programa destina-se aos Autarcas, aos Executivos, Dirigentes e Trabalhadores Municipais e Intermunicipais que, através de processos como a “aprendizagem entre pares” ou programas avançados que envolvem conceituadas escolas de gestão, vão ter contacto com as inovadoras metodologias de trabalho e de planeamento estratégico.

Sessão dia 11 de Novembro

9.30h _ 17.30h

Águeda: Auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda

Programa

Sessão dia 12 de Novembro

9.30h _ 17.30h

Trancoso: Auditório do Convento de S.Francisco (Convento dos Frades)

Programa

A inscrição é gratuita, mas obrigatória (até ao dia 9 de Novembro) em https://goo.gl/zVRHPe e sujeita à lotação disponível dos auditórios.

Para mais informações: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O CENTRO 2020 lançou um novo concurso, destinado às Pequenas e Médias Empresas, com o objetivo de apoiar a contratação de recursos humanos altamente qualificados (licenciados, mestres, doutorados ou pós-doutorados) como forma de aquisição de massa crítica e de suporte ao desenvolvimento de processos que promovam a inovação empresarial.

Pretende-se com esta iniciativa apoiar a inserção de recursos humanos de I&D&I em PME, para reforçar as competências de I&D&I e a valorização internacional das empresas, por via da sua contratação, para dinamizar projetos preferencialmente enquadrados na Estratégia Regional de Especialização Inteligente (RIS3) do Centro de Portugal.

O CENTRO 2020 alocou ao concurso uma dotação global de 5 milhões de Euros, recorrendo ao Fundo Social Europeu. O concurso tem duas fases de acesso, sendo que a primeira termina a 30 de outubro e a segunda a 30 de dezembro de 2015. Para mais informações, consulte o aviso disponível no site do Centro 2020, em centro.portugal2020.pt/index.php/avisos-de-concursos

O Centro 2020 acaba de lançar o documento "Abordagens Territoriais – uma análise aplicada ao Programa Operacional Regional do Centro 2014-2020", em que se apresentam as diferentes abordagens integradas que associam os objetivos temáticos identificados no Programa Operacional do Centro com a dimensão territorial e que foram objeto de programação do atual quadro europeu.

Em 2014-2020, a dimensão territorial é valorizada e considerada essencial para a promoção do crescimento inteligente, sustentável e inclusivo. O acordo de parceria que Portugal propôs à Comissão Europeia, denominado Portugal 2020, evidencia o território como um domínio estratégico adequado para a obtenção de ganhos de eficiência e de integração na prossecução das finalidades de política pública, reconhecendo a existência de fortes diferenciações a nível sub-regional. Neste sentido, a Região Centro procurou aproveitar e potenciar o seu capital territorial, o que se traduz na utilização de instrumentos de programação que privilegiam as sub-regiões como escala de intervenção integrada que se explicitam neste documento.

O Programa Centro 2020 abriu um concurso específico para a apresentação de candidaturas pelos Municípios das Regiões de Leiria, Oeste e Dão-Lafões, regiões identificadas, na Resolução do Conselho de Ministros n.º 55-A/2014, de 31 de julho, que aprovou o Programa Aproximar, com vista à implementação dos projetos piloto, de Lojas do Cidadão.

Com este aviso pretende-se prosseguir o objetivo de promover a reorganização da rede de serviços públicos do Estado, numa lógica de concentração de serviços de atendimento, com melhoria de conveniência para o cidadão, através da definição de critérios de acessibilidade para serviços físicos, e simultaneamente com poupança de recursos, designadamente através das Lojas do Cidadão.

O objetivo específico do presente concurso consiste em conceder apoios financeiros a operações que contribuam para a modernização da Administração Pública através da melhoria do acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), bem como a sua utilização e a sua qualidade.

Saiba mais em: http://www.centro.portugal2020.pt/index.php/avisos-de-concursos

A Portugal Inovação Social[1] lança Manifestação de Interesse para Títulos de Impacto Social, com a submissão de manifestações a decorrer entre 22 de Setembro e 13 de Outubro. Este processo tem como objetivo prestar o apoio técnico necessário ao desenvolvimento de um TIS, de forma a orientar os atores do ecossistema na preparação de candidaturas e a identificar as necessidades de esclarecimento associadas ao Programa de Financiamento de Títulos de Impacto Social. Os Títulos de Impacto Social (TIS) são mecanismos de financiamento que pressupõem a celebração de um contrato entre investidores sociais, entidades públicas e organizações da economia social, para concretizar resultados sociais específicos.

Convidam-se as Entidades da Economia Social a submeter as suas intenções de propor a financiamento intervenções inovadoras em áreas temáticas como sejam empregabilidade, saúde, proteção social, educação e justiça, devendo preencher o formulário de Manifestação de Interesse TIS, disponível online no website da Portugal Inovação Social para o efeito. Sugere-se um foco em intervenções a implementar nas regiões Norte, Centro e Alentejo, que se apresentam como preferenciais para financiamento de Títulos de Impacto Social no primeiro período de abertura de candidaturas.

O período de submissão de Manifestação de Interesse será sucedido de uma série de sessões de apoio técnico especializado, enquanto suporte e esclarecimento dos elementos-chave de um Título de Impacto Social, junto de atores interessados. Este apoio técnico antecede a abertura formal de candidaturas, que deverá ocorrer até final de 2015.

Mais informação disponível em http://inovacaosocial.portugal2020.pt/index.php/programas-de-financiamento/titulos-de-impacto-social/

 


[1]A iniciativa Portugal Inovação Social é uma entidade pública criada no âmbito do Portugal2020 com o objetivo de desenvolver e dinamizar o mercado de investimento social para apoio a iniciativas de empreendedorismo e inovação social em Portugal.

O Programa Operacional Regional Centro 2020, em conjunto com o Programa Operacional Inclusão Social e Emprego e a Iniciativa Portugal Inovação Social, vai promover, nos dias 15 e 16 de setembro, em Coimbra e na Covilhã, duas sessões de divulgação subordinadas ao tema “Inovação e Inclusão Social no Portugal 2020”.


Estas sessões são dirigidas  aos promotores de Iniciativas de Inovação e Empreendedorismo Social (IIES) e visam divulgar os apoios a projetos que:

  • Sejam focados numa missão social, procurando resolver problemas importantes e negligenciados da sociedade;
  • Sejam inovadores, por serem pioneiros a nível mundial ou nacional, ou por serem réplicas pioneiras a nível regional de inovações sociais com impacto validado;
  • Tenham um modelo passível de ser sistematizado e replicado num contexto mais vasto, dada a natureza do problema que abordam e da solução que propõem;
  • Procuram medir e validar o seu impacto, de forma a melhorarem continuamente o seu desempenho e a mobilizarem mais recursos;
  • Adotem estratégias de implementação com mecanismos que promovam a sustentabilidade económica, através da eficiente mobilização de recursos, geração de receitas, ou poupança na despesa pública.


A inscrição é gratuita, mas obrigatória (até ao dia 13 de setembro) em https://goo.gl/EG5F4q

Para mais informações:

        Telefone: 239 400 100

        Contacto: Isabel Maranha

        Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Gabinete de Apoio

CANDIDATURAS

Portugal 2020

O seu ponto de acesso para apresentação de candidaturas

ACEDER AO BALCÃO 2020

Outros

c2020 abordagens territoriaisc2020 abordagens territoriais